ilustração-resedesign-de-marca ilustração-resedesign-de-marca

Redesign de Marca: Quando e por que fazer? [+exemplos de mercado]

10 minutos para ler
foto-montagem-guia-completo-modernizar-mkt e comunicação sua empresaPowered by Rock Convert

Descubra como o redesign de marca pode transformar a identidade visual do seu negócio

Ter uma companhia de sucesso é o que todo empreendedor deseja. Isso significa que o negócio precisa se adaptar às mudanças de hábitos, gerações, novos produtos ou serviços e tendências para transparecer na identidade visual. O redesign de marca repensa esses aspectos e transforma o que era antigo em algo atualizado e coerente com a realidade.

As empresas grandes e reconhecidas no mercado, por exemplo, já realizaram essa mudança em algum momento para melhorarem visualmente seus conceitos, de forma que os seus clientes vejam, memorizem e lembrem do que se trata, isso pode ser feito por meio das cores, de símbolos ou de outras características que as tornam únicas.

Se você tem um empreendimento tradicional, está mudando de segmento ou ainda está no início das suas atividades, pode ser que esteja na hora de redesenhar a sua marca. Para entender a fundo o porquê e como fazer, continue a leitura deste artigo.

imagem-redesign-escrito em madeira-redesign de marca-
Imagem: Reprodução Redesign

Saiba quando é necessário fazer o redesign de marca

Redesign é a ideia de transformar uma identidade visual. É muito comum que empresas que estejam a algum tempo no mercado, principalmente as que estão há décadas, quererem inovar na sua marca, com intuito de reposicioná-la e torná-la referência no seu segmento.

Entretanto, essa mudança só deve ocorrer a partir de uma necessidade. Isso acontece quando o público-alvo é modificado. As organizações com mais de 30 anos tinham um determinado potencial consumidor com perfil e hábitos diferentes dos de hoje. Nesse caso, os clientes estão cada vez mais exigentes e são um dos fatores mais importantes no momento de mudar a sua roupagem.

O caso da SubWay, por exemplo, ajuda a entender que a necessidade de se adequar às novas tecnologias levou a marca a mudar todo o branding, tanto offline quanto online. O projeto foi em analogia às novas formas de pedidos dos lanches, transformando toda a jornada do consumidor em uma experiência positiva e confortável.

Negócios que estão mudando de nicho também devem realizar um redesign. O primeiro contato com o público é sempre o design do empreendimento e, caso essa comunicação não passe a missão, visão e valores dele, o consumidor pode desistir até de finalizar a compra do produto ou serviço.

Além disso, pode ser adequada a modernização da marca quando a organização tem poucos anos de atuação e precisa fazer jus ao novo patamar, uma vez que o logotipo e toda sua representação inicial pode apresentar falhas de cor, tipografia, símbolos ou até mesmo um site não responsivo.

Entenda por que você deve fazer essa modernização

Assim como a maneira de vender os produtos foi adaptada com o passar dos anos, a comunicação com os clientes também sofreu modificações. Hoje, estamos inseridos em um contexto em que a identidade visual é um fator decisivo para o reconhecimento da empresa e, por isso, atualizar essa parte a partir das tendências e dos consumidores é essencial.

Essa percepção do público é a chave para desencadear uma transformação no design atual. É preciso identificar facilmente o que o empreendimento oferece e, caso isso seja alterado ao longo do tempo, o redesign ajudará a agregar valor no foco principal do que é ofertado.

Manter o mesmo design por anos e anos e conduzir os negócios “à moda antiga” faz com que sua empresa fique estagnada e não acompanhe as demandas dos novos tempos. Isso porque uma identidade visual foi elaborada para uma determinada época e pode não funcionar para um novo público, com valores e percepções diferentes.

Portanto, caso você tenha feito atualizações no seu modelo de negócio, é fundamental apostar no redesign. Com essa renovação, será mais fácil se conectar com as dores e anseios do público-alvo atual, potencializar suas vendas e aumentar a sua fatia no mercado.

Qual é a diferença entre redesign e rebranding?

Os dois conceitos costumam ser utilizados como sinônimos, mas nem sempre a ideia é a mesma. Quando eles são separados, podemos dizer que o redesign é uma nova identidade visual para a empresa, mas que não necessariamente significa um reposicionamento da marca no mercado.

Já o rebranding é uma forma inteiramente nova de cultura da marca, nem sempre refletida na mudança da identidade visual.

Nesse caso, trata-se de um reposicionamento efetivo, modificando o brand equity da empresa.

Portanto, as duas estratégias podem ser complementadas sem problema. Mais adiante, falaremos da importância de contar com uma empresa especializada para realizar esse trabalho.

Veja como fazer um redesign

Agora que você já compreendeu o quanto é importante fazer um redesign da marca, a seguir, mostramos como fazer isso. Acompanhe!

Crie um branding moderno, não revolucionário

A personalidade de uma marca sempre deve ser preservada, mesmo que ela não atinja o público da nova geração. Aqui, deve ser transformado de acordo com a necessidade. Por exemplo, a Espinaler tinha um peixe velho, nada convidativo, que a representava, mas com o redesign o animal voltou muito mais simpático, o que garante que tudo continua o mesmo, porém, com espírito juvenil e atualizado.

Powered by Rock Convert

Desconstruir e nunca demolir ajuda no momento em que o consumidor verá a identidade. Provavelmente notará a diferença, entretanto, não pensará que é outra organização. É por isso que esse redesign é um ótimo exemplo a ser seguido.

Deixe o negócio com mais legibilidade

Enaltecer o nome do negócio garante que ele seja reconhecido pelo seu público-alvo. A Spud Fish & Chips fez isso, mas sem descaracterizar o que já havia antes. O designer colocou em evidência o nome e, se os consumidores ainda estivessem em dúvida, diagramou em baixo o produto oferecido pelos restaurantes.

Mantenha o que há de mais importante

Muitas corporações têm características únicas em meio a tantos detalhes que se tornam destaque quando redesenhadas de cabeça. Nesse caso, é interessante refazer a identidade com o que já está na mente das pessoas para enfatizar e facilitar a memorização da marca, inclusive por uma criança.

Isso aconteceu com o Instagram. Os funcionários sempre utilizavam um quadrado com um círculo dentro para sinalizar a câmera cheia de detalhes que representava a rede social. Por isso, foi refeita uma shape branca no novo ícone dentro de um degradê, já que esse era o detalhe que mais importava em meio a todos os outros.

Valorize o passado da marca

Um empreendimento tem histórias que são ricas e ajudam na hora de criar empatia com os clientes, o que gera vendas e possível lealdade ao negócio. Assim, toda a identidade visual deve estar ligada ao que a empresa traz, suas ações etc.

Foi isso que a Carlsberg fez para sair do risco de falência. Quando os clientes não sabiam mais o que a organização representava, foi transformado todo o branding baseado no seu passado. Ninguém mais lembrava que ela foi a maior produtora de cervejas do mundo ou que teve impactos científicos na medicina.

Quais são algumas marcas que realizaram o redesign?

Agora, conheceremos alguns exemplos clássicos de redesign de marca.

Google

Hoje é até engraçado revisitar a primeira versão do logotipo do Google, de 1997. As letras soltas e coloridas, em um 3D ainda rudimentar, lembram aquelas primeiras páginas que os brasileiros visitavam na década de 1990, baseadas em domínios como Geocities ou Angelfire.

Em 1998, a gigante do Vale do Silício adotou uma versão que se assemelha à atual, sem o 3D. Em 2015, uma nova mudança, destinada a otimizar a navegação por meio de dispositivos móveis. Isso prova que nem todo redesign é motivada por critérios puramente estéticos, mas também pela adaptação aos meios técnicos.

Apple

O logotipo da Apple mudou drasticamente ao longo dos anos. A primeira versão, de 1976, era mais parecida com uma pintura, retratando físico Isaac Newton prestes a ser atingido pela maçã — o pontapé inicial para a criação da teoria da gravidade.

Já no ano seguinte, ele começou a ser remodelado para uma versão mais parecida com a que tornou a marca conhecida em todo o mundo: os contornos de uma maçã, apostando em uma versão mais minimalista, mas com uma série de cores.

A versão mais recente, estabelecida em 2017, manteve o contorno da fruta, mas sem cores. Basta lembrar que o Macintosh, nome de um dos computadores lançadas pela empresa, também é um tipo de maçã.

Starbucks

O logo da Starbucks é outro que passou por um processo de redesign de marca. A primeira versão, de 1971, era bem mais rústica e ainda não trazia o verde que diferencia a empresa como uma das mais reconhecidas em todo o mundo.

A única coisa que está presente desde 1971 é a sereia, inspirada por uma xilogravura e pelo romance “Moby Dick”, um clássico da literatura. Tudo se explica pelo fato de que a empresa foi fundada em Seattle, uma cidade portuária, o que inspirou os motivos náuticos. Com a consolidação da marca, ela se permitiu elaborar um design minimalista, já que o elemento principal (a sereia) já era bem forte na mente dos clientes.

Como a 2 Design e Comunicação pode ajudar?

O que os exemplos mostram é que para fazer um redesign de marca é necessário, antes de tudo, um objetivo e uma justificativa para tanto. Pense que mesmo que seus pais fossem horrorosos, você não os mudaria por completo apenas para satisfazer seu ego. Assim também é em um negócio, somente com uma análise adequada que será determinado a forma mais coerente para a mudança do design.

Para arquitetar um redesign do zero, com profissionais que entendam bastante do assunto, é uma ótima ideia contar com uma empresa especializada no tema. A 2 Design Comunicação e Branding conta com as pessoas certas para implementar esse processo na sua empresa.

Trabalhamos a comunicação o marketing e o Branding de forma integrada, levando em consideração as preferências e o negócio do cliente. Como temos um pé no design, nos destacamos justamente pelo cuidado com esta parte — além da entrega final da estratégia, obviamente!

Agora que você entende melhor sobre o redesign e a importância dele para o negócio, que tal conversar conosco sobre as melhores maneiras de proceder?

Por isso, não hesite em entrar em contato para conhecer o nosso trabalho. Estamos à disposição para atendê-lo!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

2 thoughts on “Redesign de Marca: Quando e por que fazer? [+exemplos de mercado]

Deixe um comentário

Conteúdos Especiais criados pela 2dcb

para te ajudar

Fechar

Gostaria de saber mais sobre a

Agência 2?

Fechar

Visite nosso Site