Buyer persona: Qual a importância desse conceito para empresas?

5 minutos para ler

Conhecer bem sua persona é fundamental para oferecer a coisa certa, para a pessoa certa, no momento certo. Entenda melhor nesse texto o conceito de Buyer Persona e saiba como ela é importante para a sua empresa!

A buyer persona é uma ferramenta de segmentação de público. Ela consiste em criar um personagem semifictício que servirá de norte para as ações de marketing. Quando uma empresa trabalha esse conceito, ela deixa de ter uma comunicação genérica e, muitas vezes, distante dos clientes, e passa a falar de maneira muito mais direta e próxima de seus compradores ou possíveis compradores.

O personagem que servirá de comprador ideal é criado com inspiração em pessoas reais, que já são clientes da marca. Dessa forma, o resultado final da buyer persona é muito próximo do que a empresa precisa ter como público-alvo. Continue a leitura para saber mais!

foto-buyer-persona-para-que-serve
Foto: Buyer Persona- Entenda para que serve e objetivo,

Para que serve a buyer persona?

O principal objetivo da buyer persona é buscar atender, da forma mais eficiente possível, a demanda dos clientes. Para que isso aconteça, o perfil traçado nessa estratégia é mais profundo do que as características demográficas que, normalmente, entendemos como público-alvo.

Além de gênero, idade e faixa socioeconômica, uma buyer persona também tem nome, profissão, estado civil, hobbies, medos, objeções, interesses e objetivos. Com todas essas características em mãos, o time de marketing responsável por elaborar ações para o público de sua empresa é capaz de trabalhá-las de forma muito mais personalizada.

Ao mapear de forma detalhada as possíveis dores desse cliente semifictício, que são bem próximas às do consumidor real, a empresa consegue entregar a solução certa, para a pessoa certa, no momento certo.

Como criar uma persona?

Agora que você já sabe o que é e para que serve a buyer persona, vamos dar algumas dicas de como criar uma.

Encontre uma forma de fazer perguntas diretamente para os seus clientes. Isso pode ser feito on-line ou por meio de entrevistas.

Considere perguntar sobre:

  • informações demográficas (gênero, idade, cidade, escolaridade etc.)
  • rotina pessoal e profissional;
  • principais atividades no dia a dia;
  • maiores desafios profissionais;
  • principais formas de consumir conteúdo;
  • assuntos de mais interesse;
  • hábitos de compra.

Mas não pare por aí. Analise bem o negócio ou nicho em que atua e tente identificar as características mais particulares. O importante aqui é entender e conhecer muito bem o seu público. Assim, você saberá se comunicar muito melhor com ele.

Com essas informações em mãos, crie uma ficha para a sua buyer persona. Dê a ela um nome e descreva todas as características importantes que você apurou. Considere também escolher uma foto para representar essa pessoa. A ideia, aqui, é tornar o seu cliente alguém visível e próximo da sua equipe.

Como falar com a persona?

Agora você sabe um pouco mais sobre o seu público. Se antes a comunicação era voltada, por exemplo, para mulheres com idade entre 25 e 30 anos e que possuíam renda de até 3 salários mínimos, agora você sabe que tipo de conteúdo ela gosta de consumir e em quais meios ou canais de comunicação ela o faz. Sabe como ela faz para conhecer novas empresas e em quais aspectos da vida ela pretende melhorar.

Com essas informações, você sabe o que o seu público gosta de consumir e o que espera receber da sua empresa. Isso simplifica o entendimento sobre como levar as suas soluções até as pessoas que se interessam por elas.

Um grande desafio é internalizar esse processo dentro da equipe. Por isso, uma dica importante é inserir o máximo de pessoas dentro do processo de criação da buyer persona. Assim, com maior participação, aumentam as chances do time acreditar na eficácia da estratégia.

Dúvidas na hora de aplicar as técnicas

Apesar de ser um conceito que já está consolidado no Marketing Digital, não é tão simples colocá-lo em prática. Para que ela funcione bem, é preciso que o personagem tenha sido muito bem traçado, com uma ótima pesquisa por trás. Além disso, os times que trabalham diretamente com ela, não podem esquecê-la, pois assim estão esquecendo também as principais características dos clientes.

Esse é um tema que não se esgota por aqui e que costuma gerar muitas dúvidas. Você já teve alguma dificuldade para implementar a buyer persona na sua empresa?

Caso tenha alguma pergunta, deixe um comentário neste post ou no nosso grupo do telegram.

Teremos um grande prazer em responder e te ajudar!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

15585

Participe da Newsletter da 2dcb

Tenha acesso a dicas e estratégias
especiais diretamente no seu email

15856
foto-montagem-guia-completo-modernizar-mkt e comunicação sua empresa

Antes de você sair

Confira esse Ebook