ilustração-fundo de desenhos de estratégia ilustrados, e na frente gráfico de crescente + texto escrito growth hacking a metodologia focada em resultados reais e tangíveis ilustração-fundo de desenhos de estratégia ilustrados, e na frente gráfico de crescente + texto escrito growth hacking a metodologia focada em resultados reais e tangíveis

GROWTH HACKING: A metodologia focada em Resultados Reais e Tangíveis.

12 minutos para ler

O Growth Hacking é uma Metodologia e Conjunto de Estratégias utilizadas para alavancar  o crescimento do seu negócio, com ganhos reais e resultados tangíveis.
 

Você sabe o que é a metodologia e as estratégias de Growth Hacking?

Um termo inicialmente criado por Sean Ellis, que pode ser definido como um tipo de Marketing voltado a experimentos, e que tem como objetivo encontrar novas oportunidades com a visão de Resultados Rápidos para o Crescimento (Growth em Inglês) da empresa. Confira aqui mais detalhes sobre essa Metodologia e Conjunto de Estratégias muito conhecidas no mercado digital.

Crescer cada vez mais e de forma rápida, é um dos principais objetivos de muitas  empresas no mundo, principalmente aquelas que estão iniciando o seu ciclo de vida.

Porém, gerar a rápida potencialização do crescimento pode não ser tão simples e fácil, caso não seja desenvolvido de forma adequada. Por isso, nós da  2dcb, trouxemos esse conteúdo super especial que te ajudará a compreender esse tema.

O que você vai aprender nesse texto:

  • O que é Growth Hacking?
  • Como funciona e quais as principais estratégias de Growth Hacking?
  • Por que escolher Growth Hacking?
  • Cases e Exemplos de Sucessos utilizando o Growth
  • Mitos sobre o Growth Hacking
  • Dicas Finais

O que é Growth Hacking?

O growth hacking é uma expressão que se popularizou nos últimos anos, e vem se mostrando uma solução poderosa para fazer negócios crescerem de forma tangível.

No ano de 2010 foi criada pelos empreendedores Sean Ellis, Patrick Vlaskovits e Jiten Shah a expressão em inglês que designou o nascimento desta metodologia. Sean é o fundador e CEO do maior portal de conteúdo do mundo sobre Growth Hacking, o GrowthHackers.com, e co-autor do livro “Hacking Growth”, que se tornou fenômeno mundial, sendo traduzido para mais de 15 idiomas. Além disso, Sean teve suas ideias reproduzidas em jornais renomados mundialmente como New York Times, Wall Street Journal, WIRED, Fast Company, Inc.com.


Na origem da palavra, Growth é traduzido do Inglês como Crescimento e Hack pode ser traduzido como Atalho ou Brecha.

Assim, growth hacking é uma forma de melhorar o crescimento de uma empresa buscando brechas e atalhos que façam o caminho ser mais rápido e tangível.

Portanto, Growth é uma forma inovadora de adotar estratégias visando o crescimento significativo e acelerado do negócio a partir da identificação dos seus pontos críticos. Tendo como principal objetivo, potenciar o crescimento rápido e sustentável de uma empresa, organização ou instituição.

O Growth Hacker

O profissional que cuida dessa Metodologia é chamado de Growth Hacker (calma não é um hacker que invade computadores).

A palavra “hack”, na expressão growth hacking, pode causar uma pequena confusão. Muitas pessoas relacionam esse tipo de estratégia com a prática dos hackers, que procuram falhas de segurança nos sistemas e se beneficiam dessas informações. Mas fique despreocupado, o Growth Hacker não está associado a essa ação, ele é o responsável por definir as estratégias que levarão ao crescimento da empresa ou instituição.

Da mesma maneira que um hacker é conhecido por encontrar e explorar falhas de segurança, o growth hacker é o profissional que encontra “atalhos ou brechas” que trarão resultados para um negócio, de forma tangível, inteligente e rápida. O foco máximo da atuação desse profissional é o crescimento, para alcançá-lo ele utiliza métodos e ferramentas para criar práticas que estimulem esse objetivo.

De acordo com Sean Ellis, um growth hacker  “é uma pessoa que tem como norte o crescimento”.

Além do conhecimento técnico e conceitual de marketing, o growth hacker que geralmente tem um perfil explorador e criativo, mas também ágil e analítico, precisa entender muito bem dos seguintes quesitos:

  • Processos;
  • Metodologia de Experimentos;
  • Tecnologia e Desenvolvimento;
  • Análise de Dados;
  • Comportamento do Consumidor.

Como funcionam as estratégias de Growth Hacking?

Growth Hacking. Business Concept on Clipboard. Composition with Clipboard, Calculator, Glasses, Green Flower and Office Supplies on Office Desk. 3d Rendering. Blurred Illustration.

As equipes elaboram hipóteses, verificam sua validade, fazem testes e descobrem brechas ou oportunidades que façam seu negócio crescer de forma acelerada.

A aplicação de estratégias de growth hacking depende da definição dos KPIs (se você ainda não sabe o que isso significa,  temos um ebook especial sobre o assunto, clique aqui e entenda), que podem variar de negócio para negócio. Portanto, elas devem ser pensadas especificamente para cada empresa.

Mas existem estratégias com resultados expressivos que costumam funcionar para todo tipo de empresa.

PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DO GROWTH HACKING

Confira agora quais são as principais estratégias que recomendamos, e pense se elas atendem ao que a sua empresa precisa.

  • Marketing de Referência;
  • Mapeamento Jornada do Cliente;
  • Marketing de Conteúdo;
  • Gatilho da Escassez;
  • Testes, Testes e mais Testes

Marketing de Referência

O Marketing de Referência consiste em transformar seus clientes em promotores e embaixadores da marca.

Geralmente, funciona assim: o usuário indica uma pessoa para ser cliente e recebe uma recompensa por isso (muitas vezes, a pessoa indicada também recebe). Pode ser desconto, voucher ou qualquer outro benefício.

Marcas como PayPal, Dropbox e Uber se consolidaram utilizando essa tática de marketing para viralizarem e gerar mais divulgação boca a boca.

O case do Paypal foi pioneiro nessa estratégia. Em 1999, o sistema de pagamentos online ganhou 100 mil usuários no primeiro mês de operação, simplesmente pagando U$ 20 por indicação.

Uma estratégia parecida foi empregada pelo Dropbox, que, no início, liberava espaço para armazenamento de arquivos na nuvem conforme o usuário conseguia convencer seus amigos a se inscreverem na plataforma.

O marketing de referência também pode ser relacionado com o marketing de fidelização, afinal, clientes fiéis tendem a recomendar ainda mais o seu produto ou serviço para os amigos. Então, você também pode combinar essa estratégia com programas de fidelidade.

Mapeando a Jornada do Cliente

Para que estratégias de marketing funcionem de maneira efetiva, é preciso conhecer muito bem como o consumidor se comporta e quais os caminhos que os levam chegar ao momento da compra.

Para isso, estude bem quem é o seu cliente, quais os assuntos que eles se interessam e ofereça conteúdos com potencial de engajar.

Só quem conhece muito bem a jornada de compra consegue empregar, com efetividade, ações de remarketing que garantem maior retenção e uma publicidade direcionada para pessoas que já demonstraram interesse pelo produto.

Marketing de Conteúdo

Você já deve saber que o marketing de conteúdo se tornou o queridinho do momento dos profissionais de marketing– e isso não aconteceu à toa.

O Marketing de Conteúdo é uma das principais estratégias de crescimento de tráfego atual.

Se você tiver um blog com posts relevantes sobre sua área de atuação, certamente vai receber mais visitantes de forma orgânica e escalável.

A partir da produção de conteúdo vinculado à marca, você cria uma variedade de caminhos que podem fazer o cliente chegar até a empresa.

Porém, apenas o blog não é suficiente para um crescimento rápido e expressivo.

Se você quer acelerar a aquisição de tráfego do seu blog, é importante adotar outras estratégias de Marketing de Conteúdo.

Esse conteúdo, se otimizado de acordo com as diversas técnicas de SEO, age como uma isca e permite que a empresa fique “parada”, só esperando que os clientes sejam “fisgados”.

Gatilhos da Escassez

A escassez é um dos principais gatilhos mentais utilizados no growth hacking, porque consegue motivar pessoas a comprarem um produto com rapidez. Esse gatilho se baseia na ideia de que tudo o que é escasso é mais valioso.

Quando um consumidor percebe (ou é levado a acreditar) que um produto está acabando ou é restrito a apenas algumas pessoas, ele inconscientemente quer logo garantir o seu.

O marketing aproveita desse gatilho em suas estratégias para acelerar a aquisição de clientes, sem gastar mais dinheiro com publicidade.

O Nubank usou dessa estratégia para crescer e rapidamente passou a ser muito desejado. No início, o usuário só garantiria seu cartão se recebesse o convite de um membro, ou então seria preciso ficar em uma lista de espera que poderia durar meses.

Isso transmitia a sensação de que aquele produto era incrível! Não é por acaso que a fila de espera chegou a mais de um milhão de usuários.

Testes, Testes e mais Testes

A cultura de experimentos demanda a execução de testes constantes. Entre os mais conhecidos estão os Testes A/B, que basicamente consistem em rodar duas versões de um material (uma landing page, uma arte ou um e-mail marketing, por exemplo), com apenas uma variável diferente entre elas, e verificar qual das opções gera mais resultados.

Para isso, é essencial definir qual variável você quer avaliar e qual resultado você quer obter. Por exemplo, você pode verificar que determinado título de e-mail gera mais aberturas, mas menos conversões.

Se o seu objetivo é converter, então esse teste mostrou que o título não funciona para o que você quer. Lembre-se Growth Hacking sempre mira nos objetivos.

Mas você não precisa ficar limitado apenas em testes A/B. Qualquer tipo de experimento pode ser aplicado no Growth Hacking, mas é primordial que os experimentos sejam baseados em dados para fundamentar as decisões.

Você pode, por exemplo, rodar a versão de uma arte para um grupo pequeno de clientes, verificar os resultados que isso gera e, então, tomar a decisão de rodar para toda a base ou não.

Por que escolher Growth Hacking?

O Growth Hacking se torna uma solução muito confiável para as empresas, já que é baseado na realização de experimentos e na análise de dados, antes de aplicar determinadas estratégias.

As estratégias são adotadas apenas se os experimentos realizados comprovarem a eficiência, ou seja, quando apresentarem soluções mais rápidas e baratas que o Marketing Tradicional.

A missão do Growth Hacking é tornar os negócios escaláveis, repetíveis e sustentáveis. Se você está investindo em estratégias sem retorno garantido e rápido, que não são transformadas em processos, que exigem muitas ações manuais e demandam muito tempo e recursos, então a sua empresa não está fazendo Growth Hacking.

Assim, o Growth Hacking possibilita que as empresas sejam escaláveis, tenham processos repetíveis e se tornem sustentáveis.

Geralmente o Growth Hacking serve para mostrar se um novo produto ou um serviço é sustentável, de crescimento exponencial e se a empresa está no caminho certo, antes de começar a investir pesado em publicidade digital.

Um passo muito importante para os resultados do Growth Hacking é a análise e mudança da Cultura Organizacional ou Empresarial, caso queira saber mais sobre isso, temos um ebook especial sobre o tema.

No geral, é importante frisar que o Growth Hacking demanda uma cultura de experimentos, que incentive o risco e aceite o erro.

Cases e Exemplos de Sucesso usando Growth Hacking

Existem diversos exemplos de sucesso utilizando o Growth Hacking, alguns antes mesmo do termo ser oficialmente criado.

Como primeiro exemplo temos um caso notórios que vem da rede de fast-food McDonald’s que, durante os anos 50, aproveitou o crescimento da indústria automobilística para abrir filiais à beira de saídas para as rodovias interestaduais de maior tráfego nos EUA.

Ao analisar quais seriam os melhores locais para pontos de venda, a rede de fast food priorizou o tipo de região com o melhor resultado, abrindo filiais próximas às saídas para rodovias interestaduais.

Não há um histórico que detalhe quando essa estratégia de Growth Hacking foi crucial para o crescimento da rede, mas é sabido que foi o seu novo canal de vendas que possibilitou com que o McDonald’s escalasse o seu negócio a nível nacional.

Outros exemplos mais recentes, vêm de empresas de transporte por aplicativo como Uber e Cabify.

Ao serem lançadas, elas costumam oferecer links compartilháveis para que os usuários convidem uns aos outros a ingressar na plataforma, aumentando assim os números.

Mitos e Verdades sobre o Growth Hacking

Confira abaixo a lista com algumas especulações envolvendo o growth hacking:

  1. Growth hacking é o mesmo que marketing digital.
    Não, não é. Embora compartilhem de ideias parecidas, são coisas diferentes.
  2. Growth hacking funciona com adivinhação ou com palpites.
    Não é verdade. Trata-se de muita pesquisa, experimentos, testes e análises.
     
  3. É uma solução simples e fácil.
    Não é verdade, o growth hacking trata da otimização de suas habilidades para crescer rapidamente e de forma real, por isso, demanda energia, tempo e atenção.
  4. Growth Hackers são como os Hackers que invadem computadores.
    Esse é um grande mito, não existe qualquer ligação. Growth hackers são profissionais que relacionam as áreas de conhecimento como tecnologia, marketing e negócios para buscar novas soluções de crescimento rápido
  5. Um growth é um programador.
    Não necessariamente. Pode acontecer, mas não é uma regra.
  6. É todo profissional de marketing que possui capacidade de pensar o growth
    No caso, o growth é uma mentalidade, todos que tem a capacidade de pensar nas estratégias baseadas na tentativa e erro e em testes são capazes de pensar o Growth.

Não são apenas startups, podemos encontrar muitos executivos de terno e gravata que possuem essa mentalidade e foco no crescimento.

Afinal, segundo Sean Ellis, o criador do termo, growth hacker é aquele profissional que possui o foco no crescimento.

DICAS FINAIS

Quer saber ainda mais sobre Growth Hacking?

Em breve teremos mais conteúdos exclusivos sobre esse tema aqui no blog e em nossas redes sociais.

Continue nos acompanhando e siga nossas redes sociais no Facebook, Linkedin e Instagram

E se você gostou desse artigo não esqueça de deixar sua opinião nos comentários!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

foto-montagem-guia-completo-modernizar-mkt e comunicação sua empresa

Antes de você sair

Confira esse Ebook

Conteúdos Especiais criados pela 2dcb

para te ajudar

Fechar