Vantagem competitiva x comparativa: entenda os dois conceitos

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Você pode não conhecer a expressão ‘vantagem competitiva’, mas provavelmente entende o seu conceito. Já o termo ‘vantagem comparativa’, que surgiu em 1817 com um livro sobre economia, de David Ricardo, deve soar novo.

Se você atua na parte das finanças da empresa ou trabalha na área do marketing, precisa conhecer ambos os conceitos. Neste artigo explicamos o que significam e em qual deles sua empresa deve focar para obter e otimizar o almejado lucro.

Acompanhe!

O que é vantagem competitiva?

A vantagem competitiva é quando uma empresa consegue se diferenciar de seus concorrentes a ponto de atrair clientes como se fosse a única capaz de fornecer aquela solução. Às vezes isso é verdade porque sua tecnologia ou modelo de negócio não tem como ser copiada.

Tal condição faz com que a empresa esteja menos suscetível a crises financeiras e possa praticar maiores margens de lucro. Naturalmente, é preciso inovar e, por meio da diferenciação, diminuir ou neutralizar a ação da concorrência.

Isso pode ser feito por meio da otimização de processos e pela oferta de melhores produtos, preços e geração de valor incomparável ao cliente.

O que é a teoria da vantagem comparativa?

A vantagem comparativa nasceu para explicar as diferenças de produção e comércio de um mesmo produto em países diferentes. A ideia era analisar o custo de oportunidade, ou seja, o valor do qual se renuncia ao focar em determinada indústria.

No livro de David Ricardo foram usadas como exemplo as produções de vinho em Portugal e de tecidos na Inglaterra. Se os lusitanos conseguem fazer a bebida tão bem e os ingleses têm tanta eficiência fabril, por que cada um não foca na sua ‘vocação’ e comercializa seus produtos entre si?

Dessa forma, ambos os países conseguiriam otimizar seus meios de produção e desenvolver bons itens com um custo baixo para, assim, importar o que não tivessem expertise para fazer.

Powered by Rock Convert

Quando se diz, portanto, que um país tem vantagem comparativa sobre outro, quer dizer que consegue produzir determinado produto com mais qualidade e eficiência.

Em qual vantagem a sua empresa deve focar?

Em uma primeira análise, é óbvio que a resposta aponta para a vantagem competitiva. Afinal, com tantas novidades surgindo a cada momento, não dá para ficar distraído e esperar que as oportunidades passem.

O escritor, professor de Harvard e doutor em economia Michael Porter criou o conceito das 5 forças. Trata-se de um modelo que pode ser utilizado para conhecer melhor o mercado em que uma empresa está inserida e desenvolver estratégias.

Basicamente, a ideia é conhecer os concorrentes, avaliar o poder de negociação dos clientes e dos fornecedores, a possível entrada de novos players de mercado e de produtos que podem surgir para substituir aqueles que a sua empresa vende.

Você também deve aliar aspectos como a localização da empresa, o layout de produtos, os preços e a qualidade no atendimento ao cliente.

Embora a expressão vantagem comparativa tenha surgido em um contexto de economia clássica, voltado para a análise da produção entre países, você também pode aprender com o conceito e adequá-lo à realidade da sua indústria.

Pense bem: se você contrata um novo colaborador, estará pagando pelo seu tempo e gerando um novo custo. Mas quanto você perde com isso? Qual seria o custo de oportunidade de fazer por conta própria, contratar um profissional terceirizado ou outra empresa para realizar a mesma atividade?

Esse tipo de análise pode ajudar a encontrar as melhores soluções de uma maneira que você aumente o seu lucro, a sua capacidade de produção e foque naquilo que faz de melhor, ou seja, seu core business.

Entendeu os conceitos e as diferenças entre vantagem competitiva e vantagem comparativa? Acreditamos que tenha ficado claro que a primeira expressão se relaciona com mais naturalidade ao dia a dia dos negócios. Afinal, é preciso conhecer o mercado e se antecipar com mudanças. Avaliar os custos de oportunidade também é interessante porque permite ao empresário tomar decisões sábias e estratégicas.

Na sua opinião, qual dos conceitos influencia mais no sucesso dos negócios? Você tem algum exemplo de como eles podem ser aplicados na indústria? Utilize a seção de comentários para interagir.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário