Afinal, quanto custa anunciar no Google para ter bons resultados?

6 minutos para ler
foto-montagem-guia-completo-modernizar-mkt e comunicação sua empresaPowered by Rock Convert

Você quer vender seus produtos ou serviços online, mas ainda não o fez por que teme gastar mais do que poderia? Então, precisa saber quanto custa anunciar no Google para perder o medo e obter resultados interessantes.

Caso já tenha lido algum artigo sobre cases de sucesso no buscador, pode ter imaginado que é preciso investir centenas de reais para competir com grandes marcas nesse leilão que é o Google Ads. Isso, no entanto, não é bem verdade. É possível começar com um boleto de R$ 40,00 e ainda conseguir melhores resultados que os seus grandes concorrentes de mercado.

Se você ainda desconhece como funcionam os modelos de cobrança da plataforma de anúncios do Google, confira este artigo! A seguir, mostraremos as possibilidades que a empresa oferece, como calcular os custos e como controlar o orçamento. Acompanhe!

Quais são os tipos de anúncios do Google?

Para saber quanto custa anunciar no Google é preciso entender os modelos de campanhas que a plataforma oferece, são eles:

  • rede de pesquisa: mostra seus anúncios somente na página de resultados para buscas feitas no site;
  • rede de display: seu anúncio pode aparecer em diversos sites e aplicativos de parceiros;
  • Google Shopping: são anúncios de produtos de lojas virtuais, que aparecem como resultado para buscas por uma palavra-chave, sites parceiros e na rede de display;
  • vídeo: o YouTube pertence ao Google, portanto, anúncios nesse formato também podem ser veiculados;
  • Apps: se a sua empresa tem algum aplicativo para Android, é possível criar anúncios para aparecer como resultado de uma pesquisa, no Google Play, no YouTube e na rede de display.

Quanto custa anunciar no Google?

É bem provável que muitas pessoas acreditem que, para anunciar no Google, basta realizar um pagamento para veicular uma campanha durante um tempo pré-determinado, de maneira semelhante ao que acontece em outdoors e blogs de influenciadores. Se esse for o seu caso, chegou a hora de desmistificar isso.

A seguir, confira quais são os modelos de cobrança oferecidos pelo Google, que variam de acordo com o tipo de campanha a ser veiculada.

Custo por clique (CPC)

Esse é o tipo de lance mais comum e conhecido na internet. Quando você escolhe a opção CPC, o Google recebe por cada vez que um internauta clicar em seu anúncio. O valor pago varia conforme alguns fatores, como o investimento, preço da palavra-chave e qualidade do conteúdo no site.

Suponhamos que você crie uma campanha e escolha a palavra-chave ‘agricultura orgânica’ que, de acordo com o Ubersuggest, apresenta cerca de 4.400 pesquisas mensais. Segundo o Planejador de Palavras-chave do próprio Google Ads, o CPC médio cobrado por esse termo é de R$ 0,58 e 5,3% das pessoas que visualizam anúncios, clicam. Isso significa que, em um mês, você poderia ter 233 visitas ao seu site e, assim, gastaria no total R$ 135,14.

Custo por mil visualizações (CPM)

Talvez você não queira, necessariamente, gerar visitas para o seu site. É possível que você ainda nem tenha otimizado suas páginas para receber potenciais clientes. Se o seu objetivo principal for projetar ou reposicionar a sua empresa no mercado, usando a rede de Display, os lances no formato CPM podem ser uma opção mais interessante.

Nesse caso, você paga um valor, estipulado por você, para cada 1.000 visualizações (ou proporcionalmente) quando o buscador exibe seus anúncios, de acordo com suas segmentações.

Fazendo uma regra de 3, se considerarmos o mesmo exemplo, você poderia pagar cerca de R$ 30,71 a cada 1.000 visualizações de seus anúncios. No entanto, não estariam otimizados para cliques e conversões, então isso depende muito do seu objetivo.

Powered by Rock Convert

Custo por aquisição (CPA)

É semelhante ao CPC, pois você também paga por clique. No entanto, existe uma pequena diferença, mas que pode ser bastante significativa para gerar um retorno mais interessante.

Caso escolha o CPA, o Google tentará otimizar a sua campanha para que você obtenha o maior número de conversões, como preenchimento de formulário, ligação para a empresa ou mesmo uma venda, sem ultrapassar o valor informado.

Para isso, o buscador pode ajustar a sua campanha com base em diversos elementos, como hora, dia, lista de remarketing e dispositivo utilizado pelo internauta. Antes de tudo, entretanto, você precisará configurar o acompanhamento das conversões, para que o Google acompanhe e identifique que o seu objetivo está sendo alcançado para determinado grupo de pessoas e continue otimizando seus anúncios.

Esse é um bom modelo para aqueles que conhecem o Custo de Aquisição do Cliente (CAC) e desejam otimizar o valor pago ao Google Ads por cada lead ou venda gerada. Assim, a empresa garante que não gastará mais do que pode em cada campanha.

Custo por visualização (CPV)

Vai anunciar no YouTube? Esse é o lance em que os anunciantes pagam por visualizações ou interações com o vídeo (cliques em Calls-To-Action, cartões ou banners). Nesse modelo, você estabelece o CPV máximo que deseja pagar, mas pode custar menos.

Um aspecto muito interessante dos anúncios em vídeos é que nem toda visualização vai gerar uma cobrança para o anunciante. O Google recebe apenas quando o internauta interage com seu conteúdo por, pelo menos, 30 segundos ou tempo inferior, se a sua peça for mais curta. Essa é, portanto, uma maneira legal de aumentar o reconhecimento da marca, algumas vezes, gratuitamente.

Além de escolher entre esses modelos de custos, quem tem uma loja online ainda pode otimizar seus anúncios para alcançar um retorno sobre o investimento desejado, após instalar um acompanhamento e realizar algumas conversões no site. 

Existe controle sobre o orçamento?

Se você chegou até aqui, provavelmente já entendeu que anunciar no Google não custa tanto quanto muitas pessoas acreditam. Um dos melhores aspectos da plataforma é que você pode investir o valor que está disposto a pagar e ainda obter bons resultados. Além disso, é possível otimizar ou excluir sua campanha a qualquer momento, se assim achar necessário.

A palavra-chave ‘agricultura orgânica’ custa, em média, R$ 0,58 o clique, como explicamos anteriormente. No entanto, esse valor pode ser maior. Se você não ficar contente com isso, basta editar a sua campanha, mas considere que o Google pode variar em cerca de 20% o seu custo diário, para mais ou para menos — sem exceder o limite mensal.

Agora que você entende melhor sobre quanto custa anunciar no Google, pode colocar em prática imediatamente! Se quiser obter resultados interessantes, faça uma pesquisa de palavras-chave no site e analise o orçamento. Verifique se está de acordo com suas possibilidades e a expectativa de cliques. Assim, mesmo pagando relativamente pouco, pode ter respostas surpreendentes.

E aí, já tentou investir no Google Ads? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência com outros empreendedores!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Um comentário em “Afinal, quanto custa anunciar no Google para ter bons resultados?

Deixe um comentário

Conteúdos Especiais criados pela 2dcb

para te ajudar

Fechar

Gostaria de saber mais sobre a

Agência 2?

Fechar

Visite nosso Site